DICIONÁRIO LGBT+

SIGNIFICADOS/ TRADUÇÃO DOS TERMOS:


HOMOFOBIA pode ser definida como o medo, a aversão, ou o ódio irracional aos homossexuais, e, por extensão, a todos os que manifestem orientação sexual ou identidade de gênero diferente dos padrões heteronormativos. Consiste em um problema social e político dos mais graves, mas que varia de intensidade e frequência, de sociedade para sociedade. Esse conceito ganhou o domínio público, no ativismo, na academia e também na mídia, ainda que seja pouco preciso para descrever o largo espectro de fenômenos aos quais se refere. Fobias: Distúrbios psiquiátricos que se expressam na forma de aversão e medo mórbido, irracional, desproporcional, persistente e repugnante, que pode e deve ser tratado. Homofobia:Tem sido um conceito guarda-chuva, utilizado para descrever um variado leque de fenômenos sociais relacionados ao preconceito, à discriminação e à violência contra homossexuais. Na maior parte das vezes, os fenômenos da intolerância, do preconceito e da discriminação em relação a gays, lésbicas (lesbofobia) e transgêneros (transfobia) devem ser tratados não com terapia e antidepressivos, educação. A homofobia também é responsável pelo preconceito e como no caso das demais fobias, mas sim com a punição legal e a pela discriminação, por exemplo, no local de trabalho, na escola, na igreja, na rua, no posto de saúde e na falta de políticas públicas afirmativas que contemplem a comunidade. A homofobia também pode ser manifestada de inúmeras formas pela própria mídia. Atentado (violento) ao pudor: tese de que ações que ofendam o pudor público precisam ser Contravenção penal da legislação brasileira que se baseia na reprimidas. Alguns utilizam este argumento para constranger LGBT a não trocarem expressões afetivas em público. Homofobia internalizada: Refere-se ao medo de ver sua orientação sexual revelada publicamente, levando o indivíduo a adotar atitudes preconceituosas contra LGBT. Homofobia: Rejeição e/ou aversão a qualquer forma de expressão da sexualidade diferente dos padrões heteronormativos. A homofobia frequentemente é manifestada em inúmeras ações discriminatórias, não raro violentas, que apontam para um odio baseado na orientação sexual do outro (a) .

 MACHISMO é a crença de que os homens são superiores às mulheres.A palavra “chauvinista” foi originalmente usada para descrever alguém fanaticamente leal ao seu país, mas a partir do movimento de libertação da mulher, nos anos 60, passou a ser usada para descrever os homens que mantém a crença na inferioridade da mulher, especialmente nos países de língua inglesa. No espaço lusófono, a expressão “chauvinista masculino” (ou, simplesmente, “chauvinista”) também é utilizada, mas “machista” é muito mais comum.É bastante comum a ideia de que o feminismo é um equivalente direto ao machismo, o que é a principio equivocado, já que o feminismo apregoaria em primeiro plano a igualdade de direitos para as mulheres e a libertação feminina de padrões e situações opressoras da sociedade patriarcal. Hoje no Brasil recentemente a mulher tem direito ao voto, tem cargos elevados, ainda existe um alto índice de violência contra a Mulher onde é necessário aplicar a Lei Maria da Penha (Mas nem todas as utilizam por medo ou receio de ficar sem moradia e condições de se manter ou criar seus filhos).

 RACISMO é a tendência do pensamento, ou o modo de pensar, em que se dá grande importância à noção da existência de raças humanas distintas e superiores umas às outras, normalmente relacionando características físicas hereditárias a determinados traços de caráter e inteligência ou manifestações culturais. O racismo não é uma teoria científica, mas um conjunto de opiniões pré concebidas que valorizam as diferenças biológicas entre os seres humanos, atribuindo superioridade a alguns de acordo com a matriz racial. A crença da existência de raças superiores e inferiores foi utilizada muitas vezes para justificar a escravidão, o domínio do Branco ao Negro de determinados povos por outros, e os genocídios que ocorreram durante toda a história da humanidade e ao complexo de inferioridade, se sentindo, muitos povos, como inferiores aos europeus. Hoje no Brasil o Racismo é considerado Crime, então ajude a denunciar.

 Xenofobia é o medo irracional, aversão ou a profunda antipatia em relação aos estrangeiros,a desconfiança em relação a pessoas estranhas ao meio daquele que as julga ou que vêm de fora do seu país. A xenofobia pode manifestar-se de várias formas, envolvendo as relações e percepções do ingroup ou endogrupo em relação ao outgroup ou exogrupo, incluindo o medo de perda de identidade, suspeição acerca de suas atividades, agressão e desejo de eliminar a sua presença para assegurar uma suposta pureza. Xenofobia pode também assumir a forma de uma “exaltação acrítica de outra cultura” à qual se atribui “uma qualidade irreal, estereotipada e exótica. A xenofobia pode ter como alvo não apenas pessoas de outros Países, Estados, Cidades, mas de outras culturas, subculturas ou sistemas de crenças. O medo do desconhecido pode ser mascarado no indivíduo como aversão ou ódio, gerando preconceitos. Note-se, porém, que nem todo preconceito é causado por xenofobia.

Qualquer duvida ou questão de esclarecimento nos escreva: paradapg@paradapg.org.br